"Somos como águias enjauladas; mas mesmo por detrás das grades podemos olhar os céus expansivos e extrair inspiração de uma estrela." Pensamentos para aspirantes- Sri Ram

The Road

Um Bem-Haja a Todos.

Ontem tive a oportunidade de assistir a um filme cujo nome é The Road, onde o autor principal é Viggo Mortensen.



Sendo um filme passado num futuro apocalíptico, no qual um cataclismo destruiu praticamente toda a vida na Terra, permite ao espectador fazer contrastes de consciência entre o que é realmente valoroso e aquilo que é fútil. O filme conduz-nos também a uma dúvida, qual o limite que separa o ser humano do Animal.

Psicologicamente, para todos aqueles que se envolverem no enredo, é um filme muito forte, induzindo um certo estado de depressão, embora o remate do mesmo seja de esperança.

Aconselho-vos a verem-no.
Para finalizar deixo as seguintes questões, como pano de fundo para uma reflexão ou meditação, O que é ser-se Humano? Qual é o valor da nossa humanidade?

Cumprimentos Fraternos

2 comentários:

Lumena disse...

Qual é o limite? Só o próprio humano pode estabelecer. É hora de discutir mais, refletir, encontrar caminhos.
A questão talvez seja abrir o debate, mudar a visão do mundo. Encontrar um ser humano integrado à Natureza, que entenda que não só é parte da Natureza, como é a própria Natureza. Um só corpo, a vibrar. Planeta Terra, Universo, uma única coisa. Olhar o mundo assim nos faz ínfimos, insignificantes e, ao mesmo tempo, sagrados, como qualquer outra forma de vida.

O que é ser-se humano? Boa pergunta.
Se olharmos o homem como uma corda entre dois extremos, por baixo dele está um abismo, nada pode ser feito a não ser equilibrar-se, tendo como base de apoio num dos lados, o instinto primitivo (animal) e a capacidade intuitiva, e sensitiva do outro lado. No meio dos extremos, a parte racional e este é o próprio homem que vai percorrer esse caminho tênue que é a sanidade e a loucura (vida e morte), fugindo dos extremos, tão somente, tem que seguir constantemente dentro das três instâncias.

Qual o valor da Humanidade? O valor da Humanidade por ser único é infinito. Devido ao ser humano, enquanto indivíduo ser único, o valor dele torna-se muito superior a qualquer outra coisa que possamos valorizar.

Excelente tema para debate e reflexão.

Abraços,
Lumena

Azoth disse...

Bom dia caríssima Lumena.

Filosofias antigas já diziam que de entre aquilo que diferencia um homem de um animal está o bom senso e a consciência de uma essência divina do primeiro.

Ou seja, dentro da forma física que os sentidos estão habituados a identificar como Homem, muitas das vezes encontra-se somente um animal. Devido à impiedade das estruturas internas que deviam dar guarida à centelha humana esta muitas vezes simplesmente o abandona. O Homem é um dos mais Belos Mistérios que pede a cada um para ser revelado.

Cumprimentos Fraternos

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin