"Somos como águias enjauladas; mas mesmo por detrás das grades podemos olhar os céus expansivos e extrair inspiração de uma estrela." Pensamentos para aspirantes- Sri Ram

A Arte e os Mistérios

“Certa vez Pitágoras perguntou à sua mãe, Pítias, porque é que os homens, sendo iguais, possuem crenças religiosas tão diferentes, e ela respondeu com uma metáfora relacionada ao seu trabalho de artesã, mostrando-lhe um belíssimo anel de ouro cravejado de pequenos e cintilantes rubis:

- Percebe, meu filho, como uma única jóia pode ter, para diferentes pessoas, diferentes significados; este anel, aos olhos de um artista, é a personificação da beleza… porém, no cofre de um imperador significará uma parcela do seu poder… nos dedos de uma mulher poderá ser a arma da sua sedução… no ritual de um mago será o seu talismã; e no entanto, em si mesmo o anel é tudo isso… e muito mais. Se um simples anel consegue ser observado por ângulos tão diferentes, o que se dirá de uma Divindade, infinitamente mais bela e luminosa que todas as jóias do Mundo?

 Ancient of days
william blake

Doutra feita, perguntou a seu pai, Minesarkus, se havia necessidade de admitir obrigatoriamente a existência de um supremo criador, ao que ele respondeu, tal como antes a sua mãe o fizera, por meio de uma metáfora; apresentou a Pitágoras a mais bela jóia da sua colecção, uma tiara cravejada de pedras preciosas, encomendada para ornar a fronte de Polycrates, o tirano que, há muitos anos, governava a ilha de Samos e perguntou:

-O que você deduzirá, meu filho, se eu lhe garantir que não construí esta peça?
Sem pestanejar Pitágoras respondeu:
- Deduzirei que outro artista a construiu, embora eu não saiba dizer quem é…
O seu pai então perguntou-lhe:
- E se eu lhe afirmar que nenhum artista construiu esta peça, que ela simplesmente existe como produto do acaso?
A mente ágil de Pitágoras, adiantando-se ao raciocínio paterno, prontamente concluiu:
- Entendo, meu Pai… se uma simples jóia pressupõe sempre obrigatoriamente a existência de um artífice, o Universo, infinitamente mais complexo, certamente também exige e pressupõe a existência de um Grande Artífice, de um Grande Arquiteto.”


Pitágoras – Ciência e Magia na Antiga Grécia
Carlos Brasílio Conte

2 comentários:

O Árabe disse...

Belo post, amigo! Obrigado e boa semana.

Azoth disse...

Um bem-haja caríssimo.

Muito obrigado e votos de uma óptima semana também para si.

abraços Fraternos

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin