"Somos como águias enjauladas; mas mesmo por detrás das grades podemos olhar os céus expansivos e extrair inspiração de uma estrela." Pensamentos para aspirantes- Sri Ram

Jehovah, Caim e Abel

Aproveitando a onda que se gerou em torno do tema da Bíblia, Caim e os seus, neste país à beira mar plantado, fica aqui um post, que revela um pouco do lado mistérico que este livro tão sublimemente vela, refiro-me à Bíblia como é claro.



 Tintoretto, Caim e Abel


“Jehovah. o nome da “Divindade Judaica J’hovah, é composto por duas palavras, Jah (y, i ou j, Yodh, a décima letra do alfabeto) e por hovah (Hâvah, ou Eva),” diz uma autoridade Cabalística, Mr. J. Ralston Skinner. Outra vez, “a palavra Jehovah, ou Jah-Eva, tem o significado primário de Existência ou Ser macho-fêmea”. Significa isto Cabalísticamente que é nada mais que um símbolo fálico. Assim, o verso 26 do IV capítulo do Génesis, lido na sua versão desfigurada…”Foi nesse tempo, que os homens começaram a invocar o nome do Senhor.” Na forma correcta devia-se ler ”Foi nesse tempo, que os homens começaram a chamar-se a  eles mesmos pelo nome de Jah-hovah.” ou machos e fêmeas, que aconteceu após a separação dos sexos. De facto, este assunto é descrito no mesmo capítulo, quando Caim (o macho ou Jah) “levantou contra o seu (a sua Irmã Abel  e não ) irmão Abel, e matou-o” ( derramou o seu sangue, na versão original). O Capítulo IV do Génesis contém na verdade, a narrativa alegórica do período da evolução antropomórfica e fisiológica que é descrita na Doutrina Secreta quando se trata da Terceira Raça da Humanidade (a Raça Lemur). O Capítulo V serve para baralhar e o capítulo IV deveria ser seguido pelo VI, onde os Filhos de Deus tomaram para suas esposas as filhas do homem ou dos gigantes. Isto é uma alegoria que faz referência ao mistério da encarnação dos Egos Divinos na humanidade depois do qual as Raças até então desprovidas de sentido, “Vieram a ser homens poderosos …. Homens de renome” (V 4), tendo adquirido mentes (manas) que anteriormente não possuíam.”


Glossário Teosófico
H. P. Blavatsky

Muitos textos do Antigo Testamento são somente originais Judaicos na medida em que as personagens que velam os ensinamentos são criações suas. Estes ensinamentos, na sua maioria Mistéricos e ocultos ao profano, são encontrados em grandes culturas anteriores a este povo, como por exemplo a Hindu e aquelas onde o Povo Judaico foi beber directamente, A Caldeia e a Egípcia.

A Bíblia, como livro sagrado, tem o poder de revelar apenas aquilo que cada um consegue abrir com as chaves que possui. A verdadeira história do Homem é um mistério que chama por cada homem para a revelar.


Fraternamente :.

2 comentários:

Sandra ' disse...

Acabei de comprar o livro, Caim.
Quero ver com os meus próprios olhos a verdadeira razão de tanta polémica em torno dele.

Quando penso no grande Saramago, penso que só falta no meio das praças, a fogueira.


Bem, irei lê-lo.

Beijos.

Azoth disse...

Um bem-haja, cara Sandra.

Um assunto polémico quando de uma e de outra parte se assumem posições polares, ou fanáticas.

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin