"Somos como águias enjauladas; mas mesmo por detrás das grades podemos olhar os céus expansivos e extrair inspiração de uma estrela." Pensamentos para aspirantes- Sri Ram

Ser


“A Alma do homem é aquela substância que é verdadeiramente o homem. É o númem, o herói, o demónio, o deus particular, ao Inteligência, que move e governa o corpo segundo a razão. É superior àquele e não pode estar necessitado nem constrangido por ele.
É um conceito paralelo ao Júpiter de Giordano, a luz intelectual do sistema solar. Ambos, Júpiter e o homem interno, são o centro do universo. Este homem interno é a Mónada humana. É uma chispa divina, um ponto de acção que contribui com a sua cota de luz para a beleza do universo. Pode usar as asas da existência e do funcionamento divino até encher os céus com a sua própria irradiação pura, semelhante à da estrela ou ponto pai. Então, quando realiza este movimento envolvente do qual ele é um centro constante, pode destacar-se por cima de deuses e demónios (*).

(*) «Demónios» no sentido clássico da palavra, como génios ou espíritos que fazem a mediação entre os Deuses e os Homens. “

“O Simbolismo Esotérico-Astrológico da Última Ceia”
José Carlos Fernández

1 comentário:

lumenamena disse...

Só o ser que deve ser tem poder. Qualquer ser vivo desde o unicelular ao complexo organismo de um animal, é um processo de auto-manutenção das suas fronteiras. Tudo é um processo, um mecanismo ingénuo de persistência. Só há um fenómeno real de existência,´que é o Universo.

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin